Fabio Baptista
Fabio Baptista 
Fabio Baptista

Sugestão de leitura: Omníricon ou O Livro das Revelações, por Daniel Reis

29/06/2017

(Imagem de autoria de Alex Timmermans

 

A imagem acima vai causar arrepios por um bom tempo para ao menos 46 autores que chegaram ao final do desafio "Imagem - 2017" do Entre Contos. Isto por que todos os contos deste desafio literário tinham que levar em consideração esta imagem para serem construídos - incluir o homem e o seu javali na trama. Como foram 62 contos participantes, cada autor teve que ler 61 histórias sobre homens de roupa de aviador e os seus respectivos javalis.

 

Mas a odisseia chegou ao fim com um excelente pódio, e dezenas de leituras interessantes. É claro que recomendo a leitura de todos os contos que alcançaram os três primeiros lugares:

 

 

O homem que sabia javalês, de Rubem Cabral, autor já mencionado aqui no blog como sugestão de leitura, e que nem é surpresa estar no primeiro lugar (rs rs).

 

Quando anjos merecem morrer, de Fabio Baptista, também mencionado por aqui como sugestão de leitura anteriormente (Cartas marcadas? Não, os caras só são bons mesmo )

 

Culpa Infinita, de Thiago de Melo, um autor que ainda não conquistou nenhum primeiro lugar no Entre Contos, mas já tem o seu segundo pódio ( o primeiro sendo no desafio de Duplas, de Agosto de 2016) e escreve indubitavelmente bem.

 

 

Dos contos acima não há o que comentar: foram escolhidos a dedo, dentre os 46 finalistas, como os três melhores, debaixo dos olhos atentos e críticos de todos os outros autores.

 

O meu destaque para este desafio, porém, fica para o Daniel Reis, com o seu conto Omnícron ou O Livro das Revelações. Infelizmente o conto ficou em oitavo lugar no certame, mas ganhou a minha nota 10.

 

 

Omnícron é um conto diferente, que tem uma trama que toca mais profundamente o coração dos leitores que também são escritores (apesar de não ser voltado exclusivamente para estes). Sua leitura é leve, suave e cheia de camadas, que nos fazem voltar para lê-lo e relê-lo novamente. A trama nos faz refletir, entre outros temas políticos e filosóficos, sobre um dos temas que mais atormentam a  mente do escritor: até onde estamos dispostos a vender as nossas ideias? Até onde o dinheiro (que preciso para sustentar a mim e a minha família) ditará o rumo que os meus dedos, que escrevem a minha arte, seguirão?

 

Omnícron ou O Livro das Revelações não é um conto para qualquer um, já que segue por uma vereda mais filosófica. Mas ele tem os elementos distópicos de um bom livro de ficção, e segue a mesma linha de livros como 1984 ou de autores como Isaac Asimov. Tudo isto misturado a um leve tom de humor, ditado pelo personagem principal.

 

Um excelente leitura!

 

Leia este conto clicando aqui

 

Daniel Reis já foi vencedor do desafio Retrô - Cemitérios do Entre Contos, com o seu excelente Mea Culpa. Ele é um autor ousado, que parece ter como hobby quebrar as regras para contos convencionais, e não costuma ligar muito para o lado "comercial" de um texto (experimente ler o seu conto CTRL-X). Sua escrita é autêntica e diferente de qualquer outro autor que conheço.

 

Conheça um pouco mais sobre ele nos links abaixo:

 

Perfil no Entre Contos

 

Website pessoal

 

Please reload

Posts Em Destaque

Review: A Roda do Tempo livro 1: O Olho do Mundo

29/11/2017

1/3
Please reload

Posts Recentes

April 29, 2019

February 3, 2019

July 6, 2017

Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags